Compartilhar :

Learn, adapt, innovate and repeatPara sobreviver e prosperar no futuro, as organizações devem olhar a transformação pela perspectiva da:

1) Inovação e adaptação
2) Aprendizagem contínua

A mudança é um motor da transformação e, independente de como você entende ‘transformação’, a forma como uma organização responde a esses motores vai determinar sua viabilidade (e talvez sua própria existência). Por exemplo, a IBM era uma empresa de computadores que se reinventou para se tornar uma das empresas de consultoria mais bem-sucedidas hoje em dia. Por outro lado, a Blockbuster era uma franquia muito conhecida de locação de filmes e videogames, com mais de 60 mil funcionários e 8 mil lojas em 2004. Entretanto, não conseguiu se adaptar, inovar ou aprender com o mercado (como fizeram os concorrentes).

Inovação e adaptação

É importante reconhecer o impacto das tecnologias emergentes sobre a forma como trabalhamos, vivemos, consumimos e nos comunicamos. Em um mundo em que se pode fazer um crowdfunding para obter capital ou crowdsourcing para encontrar especialistas, precisamos pensar além da tecnologia com a qual trabalhamos (computadores, dispositivos móveis) para pensar em tecnologias que darão suporte a soluções novas e mais integradas. O foco deve ser na forma como adaptamos nossa vida e nossos comportamentos com base nessas inovações. Por exemplo, Amazon, Facebook e Google são consideradas algumas das organizações mais inovadoras, particularmente com base em sua capacidade de se adaptar e experimentar novas ideias.

  • Não é mera coincidência que a Amazon Prime Air fez sua primeira entrega com um drone este ano, justamente à medida que drones e carros voadores continuam avançando no cenário tecnológico.
  • Não é mera coincidência que o Facebook tenha investido mais de US$ 2 bilhões para adquirir o Oculus Rift, uma start-up de realidade virtual aclamada como a próxima grande plataforma de computação.
  • A fábrica “moonshot” da Google, chamada X, planeja fornecer acesso de Internet em alta velocidade às áreas mais remotas do mundo usando uma rede de balões.

As organizações que inovam – que entendem tecnologias emergentes – são capazes de criar e moldar as mudanças no estilo de vida que essas ferramentas permitem a seus clientes. Continuar acomodados não é mais uma opção. A inovação é essencial para a transformação e requer adaptação e aprendizagem contínua.

Aprendizagem contínua

Assim como você não esperaria se exercitar por um mês e continuar em excelente forma física pelo resto da vida, você não pode receber um diploma e esperar continuar bem instruído pelo resto da vida. A aprendizagem contínua deve ser uma prioridade, tanto para as organizações quanto para as pessoas. Uma pesquisa da Buckminster Fuller revelou que o conhecimento humano costumava duplicar-se a cada século até os anos 1900, e agora ele é duplicado a cada 13 meses. A única forma de manter o ritmo com essa criação tão rápida de conhecimento é sendo autodidata.

Felizmente, as oportunidades de aprendizagem contínua são abundantes hoje, e todas elas transformaram a maneira como aprendemos. Já não é mais necessário que viajemos para uma universidade, paguemos um curso e conquistemos um diploma. Hoje, aprender é algo universal. O que significa que o aprendizagem pode ocorrer em qualquer lugar e a qualquer hora. Os indivíduos podem tirar momentos para aprendizagem ao longo do seu dia de trabalho (por exemplo, usando um dispositivo móvel e assistindo a um vídeo de 15 minutos do TED Talk durante uma conexão diária no trem, ou ouvindo uma apresentação em podcast enquanto se exercita ou almoça).

Não apenas as próprias informações se tornaram mais compactas e mastigadas para uso mais fácil, mas também se tornaram menos dispendiosas e mais acessíveis. Agora temos MOOCs gratuitos e abertos das universidades mais prestigiosas do mundo, cursos que qualquer um pode completar com mais de 2.000 colegas. Temos microdiplomas e nanodiplomas em áreas especializadas que podem permitir que os alunos se foquem em competências específicas e conjuntos de capacidades (como gestão de projetos, gestão de mudanças ou marketing com mídias sociais). Essas opções permitem que os funcionários de turno integral tenham a flexibilidade de buscar aprendizado adicional ao mesmo tempo que mantêm o trabalho em turno integral e outras responsabilidades.

Além disso, dadas as drásticas mudanças no cenário educacional, certificados digitais nos oferecem formas alternativas de credenciar e validar a aprendizagem. Os certificados digitais podem ser usados para sinalizar a demonstração de competências e capacidades, ou a finalização de um curso ou módulo de aprendizagem. O aprendizado contínuo agora pode ser personalizado para um indivíduo ou para uma organização, e está acessível através de múltiplas modalidades. A beleza do aprendizado contínuo hoje em dia é que se pode criar uma trilha de aprendizagem individualizada e personalizada, para poder desenvolver as áreas que se deseja abordar.

Concluindo: se as organizações querem sobreviver e prosperar no futuro, devem se transformar através da inovação, da adaptação e do aprendizado contínuo, criando ambientes que permitem que seus funcionários façam o mesmo.


Transformação para o Sucesso